(11) 3083-3000
(11) 94795-5785

Fotona para Rejuvenescimento Genital

A saúde genital das mulheres, como qualquer área do corpo, merece atenção e cuidados. Além disso, é fundamental para uma vida sexual ativa e saudável, pois é ela que garante o bom funcionamento da lubrificação e elasticidade da área, evitando dores e desconfortos durante o sexo.

Muitas mulheres afirmam sentir dores durante a relação sexual e esse é o primeiro sinal de que há algo errado com o canal vaginal. A ausência de elasticidade e baixa lubrificação, conhecidas como atrofia genital, são as principais causas de desconfortos e dores durante as relações sexuais.

Hormônios e até mesmo cirurgias são opções de tratamento, mas existe um método mais seguro, indolor e eficaz: laserterapia com Fotona. O procedimento, feito com uma ponteira própria, aquece a mucosa vaginal, atingindo precisamente o tecido elástico que envolve a vagina, estimulando os vasos sanguíneos e os fibroblastos a aumentarem a produção de colágeno, o que leva à recuperação da elasticidade do canal vaginal. Além disso, a luz emitida pelo laser também estimula a produção natural de lubrificação da mulher. O método, que já faz sucesso nos Estados Unidos, é hoje o terceiro procedimento estético mais procurado no Brasil.

Por que tratar
As causas da atrofia genital são várias, mas a principal é o tempo. Pelo menos um terço das mulheres na pré-menopausa apresentam ou irão apresentar algum grau de atrofia e isso ocorre de forma natural, devido à diminuição da produção de hormônios nesse período. Mas não é só isso. O uso contínuo de pílulas anticoncepcionais e o pós-parto também podem desencadear o problema. Por isso, é importante tratar para manter a saúde íntima em dia.

A aplicação do Fotona é muito segura e praticamente indolor. O tratamento não tem efeitos colaterais ou qualquer outro risco à saúde. É como na pele: se está flácida usamos cremes e aparelhos estéticos e por que não ter o mesmo cuidado com a região genital?

A sessão dura cerca de 15 minutos e não causa nenhum efeito adverso, além de não exigir nenhum tipo de cuidado pré ou pós-tratamento, exceto que se evite ter relação sexual nos primeiros sete dias após o procedimento. Em geral são indicadas três sessões, uma por mês.

O QUE TRATA?
Ressecamento vaginal;
Dor e desconforto durante a relação sexual;
Sensibilidade na relação sexual.
Melhora da lubrificação;
Desconforto com roupa íntima;
Coloração
Incontinência urinária leve;
Flacidez e enrugamento vaginal;
Atrofia
Irritação na vulva;